NOT�CIAS DE MERCADO:

CEO da Tesla desiste de fechamento de capital

O presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, disse que atenderá aos interesses dos acionistas e não buscará mais um acordo de 72 bilhões de dólares para tirar a fabricante de carros elétricos da bolsa.   

A decisão mantém a Tesla como empresa de capital aberto, mas levanta novas questões sobre seu futuro. Suas ações estão sendo negociadas abaixo dos níveis de 7 de agosto, quando Musk anunciou no Twitter que considerava deslistar a Tesla por 420 dólares por ação, enquanto investidores se perguntavam como isso elevaria a capacidade de Musk de tornar a empresa lucrativa.   

Musk e a Tesla terão que se defender de uma série de ações judiciais de investidores e de uma investigação da reguladora do mercado SEC sobre o tuíte de Musk de que o financiamento para o acordo para deslistagem estava “garantido”.   

Musk disse na véspera que de que há financiamento mais do que suficiente para tornar a empresa privada, o que foi reforçado durante o processo. Ele atribuiu sua decisão de abandonar a oferta à resposta que recebeu dos acionistas e do esforço que demonstrou ser mais demorado e perturbador do que ele esperava.   

“Embora a maioria dos acionistas com quem falei tenha dito que permaneceria com a Tesla se tirássemos a empresa da bolsa, o sentimento, em poucas palavras, era ‘por favor, não faça isso’”, escreveu Musk em sua postagem.   

Musk, dono de cerca de um quinto da Tesla, disse no início do mês que planejava deslistar a empresa sem usar o método padrão de uma compra alavancada, segundo a qual todos os outros acionistas seriam sacados e o negócio seria financiado principalmente com novas dívidas.   

Em vez disso, dois terços dos acionistas da empresa, de acordo com sua estimativa, teriam preferido “rolar” suas participações e continuar sendo investidores em uma empresa fechada. Isso reduziria significativamente o dinheiro necessário para o negócio e evitaria sobrecarregar a Tesla, que tem uma dívida de 11 bilhões de dólares e fluxo de caixa negativo.   

Seis membros do conselho de administração da Tesla disseram terem informados na quinta-feira que Musk abandonou os planos de deslistagem.    

Um dos maiores desafios da Tesla agora é incrementar a produção de seu mais recente veículo, o Modelo 3. Vários “gargalos” em sua fábrica Fremont e fábrica de baterias em Nevada atrasaram a produção em volume.   

A Tesla agora tem como objetivo construir consistentemente 5 mil modelos 3 por semana, meta que diz ter conseguido “várias vezes” desde que foi atingida pela primeira vez em junho.   

Musk diz repetidamente desde abril que a Tesla não tem necessidade de levantar mais capital, e prometeu ser lucrativo no terceiro e quarto trimestres. Mas analistas esperam que a Tesla precise de bilhões de dólares nos próximos anos para financiar planos ambiciosos de expansão e desenvolver novos veículos elétricos premium para enfrentar rivais alemães.

 

Fonte: Reuters

ENCONTRE CANDIDATOS AQUI

Consulte o perfil de Profissionais e Executivos recomendados pela AGNIS.

Você pode agendar entrevista diretamente com eles, sem custo para sua Empresa.

ENCONTRE OPORTUNIDADES AQUI

Acompanhe as vagas liberadas por nossos Clientes para divulgação.

Aqui você poderá se candidatar diretamente naquelas que estejam no seu perfil, mas antes deverá cadastrar seu CV.

ONDE ESTAMOS